Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

leia mais
clique aqui e visite nossa Fan Page
Maira Borges
leia mais

Entretenimento > "Bar do Arcanjo" é ponto de encontro de universitários e faz sucesso com espetos, cervejas e preços camaradas

 Foi com apenas 13 anos que Erimar Domingues saiu do Paraná com destino a capital mato-grossense. Hoje com 47 anos, ele administra o Mercado Ki Tem, conhecido popularmente como ‘Bar do Arcanjo’.  Aberto há quase 30 anos no bairro Boa Esperança, o local é ponto de encontro de universitários que saboreiam espetinho com arroz, mandioca, farofa e vinagrete, por R$ 4,80. 

Leia Mais: 
Empório do Nuri mantém tradição há mais de 20 anos e é atrativo no centro de Cuiabá com salgados a R$ 4

O comércio é simples. De um lado prateleiras com utensílios secos e molhados. No mesmo ambiente, ficam os freezers que armazenam um dos produtos preferidos de seus clientes: a cerveja Brahma. Com um valor a abaixo do mercado, o ‘litrão’ sai por apenas R$8.
 
Mesas e cadeiras de plástico, fixadas em um chão de brita, ficam à esquerda do comércio. Telhado? Que nada! Lindas árvores balançam e deixam o local com um clima natural e agradável.
 
O Mercado Ki Tem reúne serviços de mercearia e botequim. Mas nem sempre foi assim.  “Era mais secos e molhados. Bebidas eram poucas. Era uma mercearia. Com isso o tempo foi passando e o bairro foi modificando. Veio as repúblicas, kitnets, e ai surgiu à ideia de vender espetinho e a cerveja”, disse seu Erimar em entrevista ao Olhar Conceito.
 
O espetinho e a cerveja, com preços acessíveis, são um dos grandes atrativos do local. Com isso, o mercado acabou se tornando um dos pontos de encontro dos estudantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Mas seu Elimar garante que não é só isso. Segundo ele, um atendimento de qualidade faz toda a diferença. “O preço é atrativo, o local é agradável, e a gente também procura desde sempre atender bem as pessoas”, explica o empreendedor, que busca sempre os melhores preços para seus clientes.
 
Para manter os preços dos espetinhos acessíveis, o comerciante não compra em açougues.  Ele compra as carnes e frangos diretamente com grandes frigoríficos.
 
“A gente tem um custo e dentro deste custo nós não podemos extravasar e colocar preços exorbitantes. Acredito que o preço ajuda muito a chamar os estudantes. Pois você sabe, estudantes nunca tem dinheiro sobrando”, argumenta.



O "protesto"

Apesar de ser conhecido pelos bons preços, o comércio já foi alvo de um pequeno protesto por aumento de valores.

Desde 2015 o ‘litrão’ de cerveja esteve por R$ 6,80. Elimar garante que recebeu dois reajustes dos fornecedores e não repassou aos seus clientes. No entanto, foi impossível continuar com o preço ‘congelado’.
 
“Quando foi agora em agosto, eles deram um aumento que seu eu fosse repassar iria ter que vender por quase R$ 9. Então coloquei R$ 8,20. Ai depois renegociei consegui um descontinho,  e baixei para R$8. E estamos trabalhando assim”, afirma.
 
Os aumentos não fizeram com que os clientes deixassem de frequentar o local. Em um dia de movimento, cerca de 500 pessoas passam pelo mercado. “O volume é muito alto. São pessoas que comem, bebem e saem. Eu tenho 320 cadeiras, e às vezes não dá. E o quintal já não está cabendo”, relata.
 
Os atrativos
 
Os motivos que levam os universitários ao mercado são vários. Durante o dia, é servido o almoço. Um prato onde o cliente pode servir arroz, verduras, salada e carne, custa R$7.
 
Os espetinhos têm sete variedades. Carne, cupim, kafta, peito de frango, pão de alho, calabresa e para aqueles que não comem carne, ainda tem o espetinho de queijo. Todos acompanhados com arroz, mandioca, farofa e vinagrete e cada um custa R$ apenas 4,80.
 
Com o valor um pouco mais elevado, tem também o ‘Medalhão’, composto de carne e bacon. Este sai por R$ 10.
 
 
Bar do Arcanjo
 
O mercado acabou ficando conhecido como ‘Bar do Arcanjo’, por ficar na frente da casa do ex-bicheiro, João Arcanjo preso em 2003.
 
Segundo Elimar, a origem do nome aconteceu gradativamente. O bairro começou a crescer e muitas kitnets começaram a se instalar nas proximidades. Com isso, varias pessoas que provaram o espetinho do local, descreviam o lugar como: “em frente à casa do Arcanjo”.  
 
“Ai acabou que foi ficando como Bar do Arcanjo. Tem muitos universitários que pedem patrocínio para camisetas, e querem colocar Bar do Arcanjo, mas eu digo, Bar do Arcanjo não existe, é Mercado Ki Tem”, lembra.
 
Serviço:
 
O Mercado Ki Tem funciona das 8h ás 23 horas e fica localizado no bairro Boa Esperança, próximo da UFMT.
 
 

publicado em: 28/11/2017, na Categoria Entretenimento , por: Olhar Conceito
    16 de Dec de 2017
    Aguarde carregando...

    Av. França, 45 - Santa Rosa - Esquina com Av. Canadá
    78040-170 - Cuiabá - MT - Brasil
    Tel.: (65) 3626-4341 - Fax: (65) 3626-1640